Bougainville

Petite Sirah

Um forasteiro com raízes chilenas. Em 1991, Santa Rita tinha a intenção de importar Syrah desde os Estados Unidos, mas devido à escassez da cepa em esse momento, optou pela pouco conhecida Petite Sirah. Já no Chile, esta variedade foi enxertada em antigas parreiras, respeitando a quarentena de uma cepa nova no país. Terminado este período, a cepa foi replantada em vários vales e quartéis de elevada qualidade sendo, para surpresa de todos, a velha parreira original a que dava os melhores resultados. Hoje temos orgulho de que provavelmente o melhor Petite Sirah da América do Sul seja proveniente de um parreiral chileno.

Colheita

2013
2012
2010

Detalhes técnicos

Variedades 95% Petit Syrah e 5% Syrah
pH: 3.41
Acidez total: 3.77 g/l
Teor Alcoólico: 14.3%
Açúcar Residual: 2.99 g/l

Opinião de especialista

“Com um estilo definido e particular, muito original no Chile, o vinho Bougainville Petite Sirah 2013 possui intensos aromas provenientes da escassa variedade Petite Sirah (Durif). É bastante exótico, escuro, concentrado e suculento. Fermenta em aço inoxidável e é envelhecido em alguns dos melhores barris novos de carvalho francês que o dinheiro pode comprar por 18 a 19 meses. No entanto, não apresenta um excesso de madeira. Está mesclado com 5% de Syrah. O paladar é tão exótico, chamativo e impressionante como o nariz, de corpo médio a encorpado, maduro, mas fresco, moderno, límpido, agradável e muito bem elaborado. Foram engarrafadas 9152 garrafas em outubro de 2016”.

91 pontos

Luis Gutiérrez(Abril 2017 e-Robert Parker.com)

Comentário do enólogo

A safra 2013 de Bougainville possui 95% de Petite Sirah e 5% de Syrah. Esta última variedade, com sua redondez e dulçor, complementa a verticalidade da primeira preenchendo por completo o paladar. No nariz é um vinho que mostra grande elegância, com vivos aromas de frutas negras em equilíbrio com especiarias doces, além de matizes de terra e fumaça misturados com notas balsâmicas próprias da região do Maipo. Em boca, seu amável dulçor inicial dá lugar a uma acidez suculenta. Seu longo final apresenta notas defumadas, de chocolate e de especiarias. Ainda se sente muito jovem, mas graças a sua grande estrutura de taninos suaves e maduros e a sua acidez, tem pela frente uma longa vida para polir seus encantadores toques rústicos.

Clima e solo

O Vale do Maipo apresenta um clima mediterrâneo subúmido, com precipitações que ocorrem principalmente no inverno e que, em média, atingem os 400 mm anuais. Os verões são calorosos e secos e apresentam uma forte oscilação térmica de mais de 20°C entre o dia e a noite, em função das correntes de ar frio que descendem dos Andes.

Vinhedo

O vinhedo de Petite Sirah, de apenas dois hectares, foi enxertado em parreiras de 15 anos conduzidas em latada e está plantado sobre um solo franco. Uma camada de argila que retém a umidade e outra camada de pedras que facilita a drenagem, tornam este solo pouco dependente de água. Sua densidade é de 400 plantas/ha. As parreiras, de brotos duros e crescimento vertical, formam um teto aberto e arejado, com boa iluminação. Normalmente são irrigadas apenas uma vez após o pintor. Assim seu crescimento vegetativo é detido e se concentram apenas em alcançar a maturação dos cachos. A produção é de 7-8 t/ha.

Vinificação

Realizada de maneira tradicional, em tanques de aço e com uma maceração a frio antes da fermentação. A primeira etapa da extração iniciou-se com temperaturas mais elevadas, as quais foram baixando até o seu final para resgatar o caráter frutado da variedade. Finalizada a fermentação alcoólica, o vinho foi submetido a uma maceração pós-fermentativa e em seguida a um período de guarda de 18 a 19 meses em barris novos de carvalho francês, de tosta média, provenientes de diferentes tanoarias (Dargaud, Sylvain e Taransaud) e origens (Nevers e Alliers). Antes de ser engarrafado, o vinho descansou dois meses em tanques de aço.

Harmonização

Bougainville é ideal para acompanhar carnes substanciosas de cocção lenta, churrascos de cordeiro assado no fogo de chão e queijos.

Detalhes técnicos

Variedades 90% Petit Syrah e 10% Syrah
pH: 3,32
Acidez total: 6,02 g/l
Teor Alcoólico: 14,4%
Açúcar Residual: 2,69 g/l

Opinião de especialista

"Toda a maturidade do estilo da Santa Rita, porém com toda a força e a nitidez na acidez da cepa. É um vinho para cordeiro."

92 pontos

(Dezembro 2015, Descorchados 2016 Chile)

Comentário do enólogo

A safra 2012 do Bougainville foi elaborada com 90% de Petite Sirah e 10% de Syrah. Esta última variedade complementa a verticalidade da primeira com redondeza e dulçor, preenchendo o paladar. Em nariz é um vinho muito elegante, com aromas vivos de frutas pretas em equilíbrio com especiarias doces, além de matizes de terra e fumaça combinados com notas balsâmicas, próprias do Maipo. Em boca, seu dulçor gentil inicial dá lugar a uma acidez suculenta. O final prolongado apresenta notas defumadas, de chocolate e de especiarias. Ainda parece muito jovem, mas, graças à sua acidez e à grande estrutura de taninos suaves e maduros, tem uma longa vida pela frente para polir seus toques rústicos encantadores.

Informações sobre a safra

O período 2011–2012 foi marcado por pouca precipitação no inverno, com uma primavera seca e uma média de temperaturas dentro do normal. Durante o mês de novembro, houve uma onda de calor que provavelmente implicou a bagoinha observada no final do período de vingamento, e que afetou o rendimento de algumas variedades da região. No entanto, a produção da variedade Petite Sirah foi levemente superior à de um ano habitual. Um verão previsível, com ondas de calor que fizeram com que as temperaturas máximas em fevereiro e março fossem superiores ao normal, começando a baixar próximo ao mês de abril. O pintor ocorreu na época esperada e de forma rápida. O ano foi marcado por uma amplitude térmica maior, devido às altas temperaturas diurnas e a temperaturas noturnas levemente inferiores. O amadurecimento desta variedade ocorreu em tempo normal.

Clima e do solo

O Vale do Maipo apresenta um clima mediterrâneo subúmido, com precipitações principalmente no inverno e que atingem a média anual de 400 mm. Os verões são quentes e secos, com uma importante oscilação térmica de mais de 20 oC entre o dia e a noite, resultante das correntes de ar frio provenientes dos Andes.

Características do Vinhedo

O vinhedo de Petite Sirah, com somente dois hectares, foi enxertado sobre parreiras de 15 anos de idade, conduzidas em latada, e foi plantado em solo franco. Uma camada de argila, que retém a umidade, e outra de pedras, que facilita a drenagem, fazem com que o vinhedo seja pouco dependente da água. Sua densidade é de 400 plantas/ha. As parreiras, de brotos duros e crescimento vertical, formam um teto aberto e aerado, com boa iluminação. Normalmente são regadas apenas uma vez após o pintor. Assim, freiam o crescimento vegetativo e se concentram no amadurecimento dos cachos. O rendimento é de 7 a 8 ton/ha.

Vinificação

Foi realizada de maneira tradicional, em tanques de aço e com uma maceração a frio antes da fermentação. A primeira etapa da extração começou a temperaturas mais altas, que foram abaixando no final para resgatar o caráter frutado da variedade. Terminada a fermentação alcoólica, o vinho teve uma maceração pós-fermentativa e, em seguida, passou 18 a 19 meses em barris novos de carvalho francês, de tosta média, provenientes de diferentes tanoarias (Dargaud, Sylvain e Taransaud) e origens (Nevers e Alliers). Antes de ser engarrafado, o vinho repousou dois meses em tanques de aço.

Harmonização

O Bougainville é ideal para acompanhar carnes substanciosas de cocção lenta, cordeiro assado no fogo de chão e queijos.

Detalhes técnicos

Variedades 85% Petit Syrah e 15% Syrah
pH: 3.35
Acidez total: 3,9
Teor Alcoólico: 14,6%
Açúcar Residual: 2,5

Opinião de especialista

"Não é todos os dias que posso provar um Petite Sirah do Chile ou um Petite Sirah de 80 dólares de qualquer lugar, no caso. O preço pode parecer um tanto louco, mas é uma garrafa de vinho incrível. Amora, cereja negra, quirche, menta, canela, noz moscada, chocolate amargo, terroso suave e um toque de carvalho vêm por meio de aromas e perfis de sabor. Possui final longo e bastante seco, porém brilhante em frutas e especiarias. Solidamente estruturado e muito acessível, o que será recompensado pelo envelhecimento. Se você tiver a ousadia de incluir este vinho em uma cata às cegas, obterá vários olhares. Quem sabe?”

93 pontos

(Janeiro 2015, Wine Review On line USA)

Comentário do enólogo

A safra 2010 do Bougainville foi elaborada com 85% de Petite Sirah e 15% de Syrah. Esta última variedade complementa a verticalidade da primeira com redondeza e dulçor, preenchendo o paladar. Em nariz é um vinho muito elegante, com aromas vivos de frutas pretas em equilíbrio com especiarias doces, além de matizes de terra e fumo combinados com notas balsâmicas, próprias do Maipo. Em boca, seu dulçor gentil inicial dá lugar a uma acidez suculenta. O final prolongado apresenta notas defumadas, de chocolate e de especiarias. Ainda parece muito jovem, mas, graças à sua acidez e à grande estrutura de taninos suaves e maduros, tem uma longa vida pela frente para polir seus toques rústicos encantadores.

Informações sobre a safra

A safra 2010 foi marcada por uma primavera de temperaturas diurnas frias, com geadas que afetaram as partes mais baixas dos vinhedos de Alto Jahuel, comprometendo as gemas primárias. No entanto, as gemas secundárias e aquelas que não foram afetadas brotaram de maneira uniforme, com um atraso de 10 a 15 dias. A floração foi normal, com um bom vingamento e sem bagoinhas. O crescimento parou de forma antecipada, e o pintor se manifestou um pouco mais tarde que de costume. A colheita foi realizada no final de abril.

Características do clima e solo

O Vale do Maipo apresenta um clima mediterrâneo subúmido, com precipitações principalmente no inverno e que atingem uma média anual de 400 mm. Os verões são quentes e secos, com uma importante oscilação térmica de mais de 20 oC entre o dia e a noite, resultante das correntes de ar frio provenientes dos Andes.

Vinhedo

O vinhedo de Petite Sirah, com somente dois hectares, foi enxertado sobre parreiras de 15 anos de idade, conduzidas em latada, e foi plantado em solo franco. Uma camada de argila, que retém a umidade, e outra de pedras, que facilita a drenagem, fazem com que o vinhedo seja pouco dependente da água. Sua densidade é de 400 plantas/ha. As parreiras, de brotos duros e crescimento vertical, formam um teto aberto e aerado, com boa iluminação. Normalmente são regadas apenas uma vez após o pintor. Assim, freiam o crescimento vegetativo e se concentram no amadurecimento dos cachos. O rendimento é de 7 a 8 ton/ha.

Vinificação

Foi realizada de maneira tradicional, em tanques de aço e com uma maceração a frio antes da fermentação. A primeira etapa da extração começou a temperaturas mais altas, que foram abaixando no final para permitir resgatar o caráter frutado da variedade. Terminada a fermentação alcoólica, o vinho teve uma maceração pós-fermentativa e, em seguida, passou 18 a 19 meses em barris novos de carvalho francês, de tosta média, provenientes de diferentes tanoarias (Dargaud, Sylvain e Taransaud) e origens (Nevers e Alliers). Antes de ser engarrafado, o vinho repousou dois meses em tanques de aço.

Harmonização

O Bougainville é ideal para acompanhar carnes substanciosas de cocção lenta, cordeiro assado no fogo de chão e queijos.

Terroir
Vale

Maipo

Variedades

Cabernet Sauvignon, Merlot, Cabernet Franc, Petite Sirah, entre otras variedades tintas.

Tempo

Seu clima mediterrâneo semiárido produz invernos frios com chuvas moderadas, verões quentes e secos. A oscilação térmica pode superar os 20°C (68°F), com temperatura média anual de 13,9°C (57°F). A média de precipitações varia entre 300 e 450 mm/ano.

Temperatura Média Anual

13,9 ºC (57 ºF).

Precipitação Anual Média

400 mm.z

Solo e Superfície

O vale apresenta solos aluviais e coluviais, pedregosos que permitem boa drenagem.

x